Centro Cultural e de Desenvolvimento Social da Cufa é reconhecido como patrimônio cultural do Estado do Rio Grande do Sul





O plenário da Assembleia Legislativa aprovou, por unanimidade, nesta terça-feira (3) o Projeto de Lei PL 319/2019 de autoria do deputado Edson Brum (MDB). A proposição reconhece como de relevante interesse cultural do Estado o Centro Cultural e de Desenvolvimento Social da Central Única das Favelas (Cufa), de Frederico Westphalen.

“Por todo o trabalho social que desenvolve e pelo que representa, entendemos que é oportuno e merecido esse reconhecimento ao Centro Cultural, que promove cursos de qualificação e atividades culturais e sociais para que todos possam exercer a cidadania em sua plenitude”, destaca Brum.

Primeiro Centro Cultural de Frederico Westphalen, a iniciativa nasceu a partir de manifestações antigas do município e da região, que buscavam um espaço para servir de polo de produção cultural, onde oficinas, eventos, palestras e afins tivessem vez. A ideia era de proporcionar as atividades de forma gratuita, democrática, plural e de qualidade.
Em dezembro de 2018, a nova sede foi inaugurada no bairro Jardim Primavera. A estrutura possui 736 metros quadrados e dois pavimentos, divididos em 15 espaços entre salas, biblioteca, espaço multiuso, além de área externa para eventos. O investimento foi de quase R$ 500 mil oriundos do Pró-Cultura RS.

Atualmente, a entidade atende mais de 2 mil pessoas por semana, levando cultura a toda comunidade, buscando também atingir outras regiões e diversas cidades da vizinhança. A entidade mantenedora é a Associação de Desenvolvimento Social do Norte do RS-Cufa Frederico Westphalen.

O Centro Cultural e de Desenvolvimento Social da CUFA foi inaugurado em 16 de Dezembro do ano de 2018. Foi construído com Financiamento do Pró Cultura RS, Lei de Incentivo à Cultura RS , da Secretaria de Estado da Cultura, Governo do Estado do RS. Contou com patrocínio de Arbaza Alimentos e Adelle Foods.

De acordo com Junior Torres hoje, um pequeno sonho de poucos, pôde virar a referência de muitos.

Confira seu depoimento:

Hoje entramos na pauta da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, onde o Centro Cultural e Sede da CUFA foi RECONHECIDO COMO PATRIMÔNIO CULTURAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. 

Nos orgulhamos e muito de, junto aos parceiros, transformamos um aterro no primeiro Centro Cultural da cidade, este que foi construído em 8 meses e com um orçamento 50% abaixo de qualquer tabela e de qualquer obra do setor público. 

Com certeza essa trajetoria inspirará outras iniciativas e, hoje, este espaço e projeto serve de referência para a classe artística de Frederico Westphalen e região, além de acolher toda a comunidade com atividades inteiramente gratuitas semanalmente. Uma estrutura pensada para ser polo de fomento à produção cultural e centro de democratização de oportunidades.

Agradecemos ao Deputado Estadual Edson Brum pela proposição, ao empresario Leonir Ângelo Balestreri e a Arbaza Alimentos pela parceria e apoio na obra e na manutenção das atividades que acontecem diariamente no centro.(A.I Assembleia Legislativa do Estado do RS)

Comentários