Creluz

Traduzir Página

Covid-19 - Creluz

Covid-19 - Creluz

segunda-feira, 6 de abril de 2020

Lançada campanha Pulmão – HDP precisa respirar

Em meio a uma pandemia mundial, novas dinâmicas comunitárias têm surgido em todo o planeta, tendo a solidariedade como ponto central. Diversas iniciativas da comunidade têm sido somadas às medidas já adotadas de enfrentamento ao novo coronavírus, e em Frederico Westphalen não é diferente. A cada dia surgem exemplos de empresas e profissionais autônomos que estão engajados, seja através da doação de produtos, seja por meio de redes de apoio social, por exemplo.
 
Pensando em alternativas de colaboração solidária da comunidade no reforço da estruturação de equipamentos para o hospital, a diretoria do Hospital Divina Providência (HDP) e entidades representativas do município se reuniram na manhã deste sábado, 04, para o lançamento da ação comunitária regional “Pulmão – HDP precisa respirar”. A campanha que traz a mensagem “Sua atitude para salvar vidas” será realizada através da venda de ação entre amigos, que sorteará um Fiat Mobi 0km, no dia 30 de maio de 2020.
 
Comunidade fortalecida e apoio ao HDP

O valor arrecadado será investido na compra de equipamentos ao HDP e EPIs às equipes da casa de saúde, que atuam no enfrentamento à pandemia do coronavírus. Conforme o presidente do hospital, Ayres Rizzi, “os recursos serão utilizados para a compra de equipamentos, como respiradores, e equipamentos de proteção individual, destinados à preservação da saúde dos profissionais que estão na linha de frente, mas também dos pacientes internados no hospital e o corpo clínico. Por serem materiais descartáveis em sua maioria, o custo é elevado e há dificuldade em conseguir estes equipamentos Não sabemos quando essa situação terá fim, mas é preciso nos prevenir para poder atender a todos com a segurança e qualidade necessárias”.
 
Faça a sua parte

A rede de solidariedade conta com a participação de diversas entidades, instituições e empresas, além do apoio individual que também é bem-vindo. Neste momento em que toda a sociedade vivencia uma situação sem precedentes, a mobilização, união e fortalecimento da comunidade é de extra importância. Para participar, quem desejar comprar um número, deve entrar em contato com os locais que possuem o bloco. As cartelas foram divididas em números no valor de R$50, R$100 e R$200, para que cada pessoa participe conforme a sua condição. Além disso, foram disponibilizadas contas para depósito na Cresol, Sicoob e Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG, facilitando ainda mais as transferências e oferecendo a possibilidade de doação espontânea de qualquer valor. Fonte: Ascom/ACI-FW
 

IPVA 2020: nesta semana vencem finais de placa 3 e 4

O calendário de pagamento do IPVA 2020 (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) está na etapa de quitação do tributo de acordo com o final da placa do veículo. 
Nesta semana, vencem mais duas placas: na segunda-feira (6/4), é a data limite para placas com final 3; e na quarta-feira (8/4), as placas com final 4.
O vencimento dos números seguintes ocorre sempre a cada dois dias úteis ao longo do mês de abril (conforme tabela abaixo).
IPVA2020 final placas

Pagamento
Neste período de restrição de deslocamentos, a Receita Estadual reforça a opção de pagamento on-line pelo Banrisul, Bradesco, Santander, Sicredi e Banco do Brasil (neste último, somente para clientes).
Quem não tiver acesso a home banking (pelo computador ou aplicativo no celular) precisa realizar o pagamento nos bancos citados ou também nas lotéricas da Caixa.
Para fazer o pagamento, é preciso ter em mãos o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) ou apenas a placa e o Renavam do veículo.
A consulta do valor a ser pago e multas e pendências podem ser acessados no site específico sobre o imposto – www.ipva.rs.gov.br –, ou no aplicativo para dispositivos móveis – IPVA RS –, disponível na App Store e na Google Play.
Descontos do Bom Motorista e Bom Cidadão
Os descontos de Bom Motorista e Bom Cidadão podem ser cumulativos. Os condutores que não receberam multas nos últimos três anos terão redução de Bom Motorista de 15% no valor do tributo.
Para quem não foi multado há dois anos, o índice é de 10%, e para quem ficou um ano sem infrações, o abatimento é de 5%.
O desconto do Bom Cidadão, por sua vez, dará aos proprietários de veículos, inscritos no programa Nota Fiscal Gaúcha, desconto de 5% para os que acumularam no mínimo 150 notas fiscais com CPF, 3% para os que tiveram entre 100 e 149 notas e 1% para quem acumulou entre 51 e 99 notas.
Atraso de pagamento
O contribuinte que não pagar o tributo em dia, além de perder os descontos, terá multa de 0,334% ao dia sobre o valor do imposto não pago, até o limite de 20%. Depois de 60 dias em atraso, o débito sofrerá acréscimo de mais 5%.
Dúvidas
Para questões referentes a cadastros de veículos, licenciamentos e multas de trânsito, o contato deve ser feito diretamente com o Detran e CRVA. Outras eventuais dúvidas podem ser esclarecidas por meio do canal Dúvidas Frequentes ou pelo Plantão Fiscal Virtual, ferramenta on-line disponível no site da Receita Estadual.
Para IPVA de exercícios anteriores (inscritos em dívida ativa) os pagamentos devem ser realizados direta e exclusivamente no Banrisul, Banco do Brasil (somente para correntistas) e Banco Sicredi.
Texto: Ascom Sefaz
Edição: Secom

Mesmo com isolamento, exposição moderada ao sol não deve ser esquecida



Diante do isolamento social devido ao novo coronavírus, a exposição solar fica prejudicada, mas não deve ser esquecida. A exposição moderada ao sol é importante para sintetização da vitamina D. Entre os benefícios da vitamina D (VD) estão a melhora do sistema imune. 
A vitamina D é um nutriente com função de hormônio que age em diversas áreas do organismo. “Sem dúvida, manter níveis normais de vitamina D está associado a menor taxa de infecções. Vitamina D está envolvida no processo de defesa do organismo contra agentes infecciosos e células cancerígenas. Isso se concluiu quando se compararam pessoas com baixo nível de VD, versus, altos níveis de VD”, explicou o coordenador científico da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Helio Miot.
Segundo o médico, no mundo tem sido observados níveis baixos de vitamina D em toda a população. “Sabemos que 60% ou até 80%, dependendo do grupo populacional, tem níveis baixos de vitamina D, o que pode comprometer o funcionamento do organismo como um todo, especialmente as pessoas de risco como gestantes, idosos, imunossuprimidos, indivíduos em pós-operatório de cirurgia bariátrica, quem tem osteoporose e doenças intestinais. Esses indivíduos devem ter seu nível de vitamina D testado e, se forem baixos, receber a suplementação”.
O médico explica que grande parte da vitamina D é produzida pela pele, sendo mais de 90% pela exposição solar habitual. “Então não é aquele indivíduo que vai se bronzear na piscina, mas é durante aquela caminhada, ao estender uma roupa no varal, tudo isso promove uma grande síntese de vitamina D. Outra grande parte ocorre pela alimentação, com alimentos como peixes, ovos, derivados de leite e algumas frutas. Esses alimentos têm uma quantidade de vitamina D.  Essas são as duas principais fontes de vitamina D para o organismo: exposição solar leve e alimentação”.

Exposição moderada

Com a situação atípica do isolamento social, a população vai diminuir a exposição ao sol. Mas, segundo o especialista, a exposição deve continuar sendo leve. “A síntese acontece muito rapidamente, e se houver um excesso de exposição, o consumo de vitamina D acaba sendo comprometido. Então não se recomenda, nem mesmo com filtro solar, ficar se expondo, intencionalmente. As pessoas de risco, como idosos, obesos, quem está em pós-operatório de cirurgia bariátrica, mulheres na menopausa, são indivíduos de alto risco para hipovitaminose D. Esses indivíduos devem conhecer o seu nível e se forem baixos, devem repor de forma oral [com medicamentos]”, orienta Miot. 
O médico recomendou que também é importante a manutenção da atividade física nesse período. “O isolamento tende a aumentar o sedentarismo, isso faz hipotrofia dos músculos, faz uma redução do depósito de cálcio nos ossos, maximizando os riscos de pessoas com osteoporose. É importante ter uma atividade física mínima nessa quarentena, manter as atividades habituais de exposição ao sol com proteção, evitando-se os horários de risco. Os indivíduos que são deficitários de vitamina D devem fazer a suplementação segundo orientação médica, e aqueles que querem se prevenir quanto a essa pior síntese de vitamina D mediante o confinamento, devem ter uma alimentação rica nessa vitamina”.
A dermatologista e especialista em estética Hellisse Bastos dá uma dica para tomar sol de forma leve. “O ideal é ficar com a palma da mão virada para o sol em torno de 5 a 10 minutos no máximo. Sentiu que a palma da mão está quente, a gente já está sintetizando vitamina D. Outra dica é abrir todas as janelas, aproveitar onde bate sol na sua casa e deixar as janelas bem abertas para iluminar o local”.

Imunidade

Na opinião de Miot, todos devem manter níveis normais de vitamina D, não somente para a imunidade. “O grande problema que envolve a vitamina D e a imunidade é que, na maior parte das vezes, a vitamina D está baixa por um problema crônico, medicamentos, idade avançada, inflamações no intestino, sedentarismo, diabetes, cirurgia bariátrica, desnutrição, menopausa. Essas causas subjacentes reduzem a imunidade, assim como reduzem a vitamina D”.
Ele explica que, nesse caso, não adianta dar vitamina D, é preciso corrigir a causa da queda dessa vitamina.  “Caso contrário, a imunidade não vai se restabelecer. Por essa razão, a posição da SBD é que se conheça seus níveis de vitamina D. Se estiverem normais, indicamos vida normal e boa alimentação, com exposição solar habitual, com filtro solar. Se estiver baixa, recomendamos reposição de vitamina D e uma investigação de por quê está baixa”.
O médico alerta que o excesso de vitamina D também pode causar distúrbios. “É certo que queremos fazer de tudo para nos protegermos de infecção. É certo que níveis baixos de vitamina D estejam associados a maior risco de infecção. Mas, não é certo que todos suplementem vitamina D, indiscriminadamente. Pois o excesso também tem efeito tóxico aos rins”, conclui Miot.

Crianças

Para as crianças, que necessitam da vitamina D para o crescimento e formação óssea, mas que estão também em isolamento, a recomendação do pediatra Antonio Carlos da Silveira é aproveitar o sol da janela ou das varandas, apenas com braços ou pernas descobertos. “A vitamina D é importante ao longo da vida, mas principalmente para as crianças em crescimento, a presença do sol é fundamental. Mesmo durante o isolamento pela pandemia, se expor ao sol é muito importante. Pode ser até um sol na janela, no quarto, mas nunca por meio de vidros; se tiver uma sacada melhor ainda. Tomar até 10 minutos é necessário para a sintetização da vitamina."
Para o pediatra, as crianças devem aproveitar o outono, já que no inverno fica mais reduzido o período de sol. “É importante aproveitar esse período, pois com o inverno chegando fica reduzida a incidência solar”, lembra o médico.
Para todos os grupos populacionais, o ideal é que a exposição ao sol ocorra até as 10h e após as 15h. Fora desse período, a incidência solar pode ser crítica para a ocorrência do câncer de pele e outras doenças da pele. (Agência Brasil)

Programas de teleconferência ganham popularidade na internet

Com as medidas de isolamento e quarentena em decorrência da pandemia do novo coronavírus, as pessoas passaram a ter maior demanda de comunicação virtual, seja no âmbito do teletrabalho, seja para comunicação entre amigos e parentes. As aplicações de videconferência são uma das ferramentas que vêm ganhando mais popularidade.
Agência Brasil fez uma lista de alternativas que podem ser utilizadas pelos internautas.

Zoom

Zoom é um aplicativo (app) de videoconferência que permite até 100 pessoas em uma reunião. Na modalidade gratuita, ele permite chamadas por até 40 minutos. Para além disso, é preciso adquirir um plano pago. Para acessar, a pessoa precisa baixar a aplicação, tanto no desktop quanto no smartphone. O aplicativo está entre os top charts da Play Store, onde tem a nota 4 (na escala de 0 a 5).

Whatsapp

Mais popular app de mensageria do país, o Whatsapp permite videochamadas com até quatro pessoas. Não há necessidade de baixar aplicação diferente ou de pagar pelo serviço. Mas a limitação de integrantes restringe a funcionalidade, impedindo videoconferências com um público maior.

Facebook Messenger

O Facebook também possui como solução de videconferência o Messenger, que é utilizado pela rede social como sua ferramenta de mensageria. Ele tem como vantagem o fato de permitir a participação de pessoas com contas no Facebook, beneficiando-se da grande base de usuários que a empresa possui. Só no Brasil, são mais de 136 milhões.

Google hangout

]O Google hangout é uma das ferramentas da suíte de trabalho do Google (para além de Gmail, Drive e Documentos). Ele é integrado um aplicativo específico que precisa ser baixado, permitindo chamadas para os contatos do usuário. Para isso, é preciso que todos os participantes da chamada tenham também uma conta no Google. Ele permite reuniões com até 150 pessoas. Ainda há uma versão antiga, associada ao Gmail, o app e a versão Hangout Chats, integrada à suíte corporativa do Google. Esta última implica a aquisição do pacote suíte, que é pago.

Microsoft teams

Microsoft teams é a solução de videconferência que integra o pacote de ferramentas corporativas da Microsoft, o Office 365. Embora seja pago, a Microsoft liberou o uso do teams durante o período da pandemia. Ele possui capacidade maior e comporta até 10 mil participantes. O app permite também o acesso por meio de links, não necessitando baixar quando a pessoa está no desktop.

Skype

Também da Microsoft, o Skype é uma das mais antigas plataformas de chamadas online. O aplicativo permite videoconferências com mais de 10 participantes. Para acessar, é preciso baixar o programa tanto no desktop quanto no smartphone e criar uma conta. Quem já possui uma conta na Microsoft pode utilizá-la.

Jitsi

Jitsi é uma plataforma de videoconferência sem fins lucrativos e de código aberto (e não proprietário, como as anteriores). Ela também permite videoconferências com dezenas de participantes. A diferença é que não há necessidade de baixar o programa (apenas caso a participação se dê por um smartphone) nem de colocar um e-mail válido. No site, qualquer pessoa pode criar uma conferência e chamar outros a participar pelo envio de um link.

Line

O Line, a exemplo de outros apps como o Skype, surgiu como uma ferramenta de videochamadas. Ele permite chamadas entre duas pessoas. mas também em grupos. Assim como Skype, FB Messenger e Whatsapp, ele permite comunicação por texto e envio de imagens e documentos. O recurso é gratuito e também pode ser encontrado em lojas de aplicativos.(Agência Brasil)

Cresce oferta de cursos gratuitos online durante quarentena



Quem está em isolamento social por conta do coronavírus pode aproveitar o tempo para se aprender novas habilidades, se atualizar e até conhecer um novo hobbie. Diversas instituições passaram a oferecer cursos gratuitos para serem feitos à distância. O Senac São Paulo, por exemplo, liberou 24 cursos online gratuitos, entre extensão universitária e cursos livres, para aprender em casa.
Disponíveis na internet , entre os cursos de extensão universitária, com carga horária que varia de 40 a 60 horas, estão: Docência e Mediação Pedagógica Online, Elaboração de Materiais Didáticos com Recursos Tecnológicos, Gestão das Potencialidades Humanas e Avaliação de Desempenho, Primeiros Passos para Empreender, entre outros. Os cursos livres atendem a necessidades variadas, tais como liderança, finanças, imagem pessoal, nutrição, neurociência. As vagas são limitadas.

FGV abre nova turma

A Fundação Getulio Vargas (FGV) lançou uma nova edição do curso Gestão de Projetos Aplicada aos Setores Público e Privado da América Latina. Gratuito, o curso tem como objetivo a capacitação de profissionais para difusão de boas práticas de gerenciamento de projetos nas esferas pública e privada.
Voltado para líderes, planejadores, controladores e executores de projetos, o conteúdo também está disponível para pessoas interessadas em aprofundar, durante o período de isolamento social, seus conhecimentos sobre o tema.
Ao longo de 30 horas divididas em cinco módulos, os alunos terão acesso a ferramentas conceituais e técnicas de planejamento, programação, execução e controle de projetos. Ao final do curso, os usuários que concluírem 75% dos módulos poderão obter o certificado de participação, que é gratuito.
As inscrições já estão abertas e podem ser feitas no endereço: miriadax.net/es/web/gestao-de-projetos-aplicada-ao-setor-publico-e-privado-da-america-latina-2-edica

Sebrae oferece cursos às pequenas empresas

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) disponibilizou 100% dos cursos e capacitações online e gratuitos, entre eles estão marketing digital, redes sociais, gestão financeira e fluxo de caixa. Os interessados podem acessar ou ligar para o número 0800-570-0800.

Preparatório para o Enem

Como parte do plano de colaborar com os estudantes brasileiros neste período de suspensão das aulas, o negócio de impacto social Geekie anunciou a gratuidade do Geekie Games para 20 mil alunos de escolas públicas. Plataforma intuitiva, que conta com plano de estudos personalizado, a ferramenta traz um diagnóstico e gera um plano de estudos com base nas disciplinas e temas que o aluno tem mais dificuldade.
A análise resulta na recomendação de conteúdos essenciais para aprimorar o desempenho do estudante, principalmente em disciplinas sequenciais como matemática, química e física, nas quais o conhecimento é construído a partir de outro prévio.
Em 2016, Geekie Games foi selecionado como a ferramenta de estudos oficial para o Enem e contou com o reconhecimento do Ministério da Educação e Cultura. Os jovens de escola pública podem se inscrever para receber o benefício pelo site.

Cursos da Universidade de Harvard

A Universidade de Harvard tem diversos cursos online gratuitos. Os interessados devem acessar o edX, plataforma que oferece cursos como programação, empreendedorismo, criação de jogos digitais, desenvolvimento de websites, produção de textos entre outros. Há conteúdos em vários idiomas, inclusive em português.

Programação digital do Sesc

Quem quer aprender e ao mesmo se divertir, o Sesc SP oferece programação digital gratuita com música, gastronomia, esporte, cinema e programação infantil, com documentários, espetáculos de música e de dança, entrevistas e debates. Confira neste endereço. (Agência Brasil)

Segunda-feira de chuva e queda nas temperaturas



A nebulosidade aumentou rapidamente e o tempo mudou no início desta segunda-feira devido ao avanço de uma frente fria que traz chuva para o Estado. As precipitações serão muito irregulares com pouco ou nada na maior parte do Centro para o Sul gaúcho e mais volumosas em pontos do Noroeste e do Médio Uruguai.

O sistema se afasta rapidamente na segunda metade do dia e o sol vai aparecer à tarde em grande número de localidades. A temperatura não sobe muito pela atuação da frente, mas na terça-feira tem acentuada queda com a chegada de ar polar.

Previsão para Seberi: entre 29mm e 40mm

O deslocamento de frente fria impulsionada por massa de ar frio de maior intensidade vai trazer chuva para os três estados do Sul do Brasil neste começo de semana. A frente fria vai avançar pelo Sul nesta segunda-feira e trará chuva principalmente para a Metade Norte gaúcha, Santa Catarina e Paraná.

Essa frente fria precede uma massa de ar polar, a mais fria até agora no ano ao alcançar o Sul do Brasil, que será responsável por trazer temperatura de inverno nas madrugadas do restante da semana, inclusive com as primeiras mínimas negativas do ano e geada no três estados da Região Sul do país. (Correio do Povo)


domingo, 5 de abril de 2020

Rio Grande do Sul tem 50 novos casos de Coronavírus, e total chega a 468


O Rio Grande do Sul registrou 50 novos casos de Coronavírus neste domingo. Assim, chegou a 468 confirmações da doença no Estado desde o início da pandemia. As informações foram confirmadas pela Secretaria de Saúde do governo pelas redes sociais.
Dos novos casos, 13 foram registrados em Porto Alegre. Bagé e Passo Fundo tiveram seis casos cada, com Novo Hamburgo com cinco. Canoas, Lajeado, Caxias do Sul e Viamão tiveram dois casos cada. Já as cidades de Alvorada, Arroio do Sal, Cachoeira do Sul, Esteio, Farroupilha, Marau,Sananduva, Santa Cruz do Sul, Santa Rosa, Sant’Ana do Livramento, São Jorge e Torres apresentaram um novo caso cada. 
No total, sete pessoas morreram de Coronavírus no Rio Grande do Sul. No Brasil, o número de mortos chegou a 486, enquanto o total de diagnosticados com a doença ultrapassou a casa dos 11 mil.  (Correio do Povo)

Governo usará dados de operadoras de telecomunicação para monitorar circulação de pessoas



As operadoras de telecomunicação repassarão informações sobre a circulação de pessoas para que o governo faça avaliações e desenvolva estratégias de prevenção e combate à epidemia do novo coronavírus. A parceria vai durar o período da calamidade pública da Covid-19 e envolve as empresas Vivo, Claro, Oi, Tim e Algar.

De acordo com o sindicato das empresas do setor (Sinditelebrasil), serão repassados dados agregados e anonimizados da circulação dos seus clientes. Os dados permitirão visualizar "manchas de calor" da concentração de pessoas em localidades de todo o país, auxiliando o governo a localizar onde estão ocorrendo aglomerações.
Quando uma pessoa liga um celular, o aparelho se conecta a uma antena, chamada no linguajar técnico de Estação Rádio-Base (ERB). Segundo o presidente executivo do Sinditelebrasil, Marcos Ferrari, a informação repassada ao governo será de quando e onde ocorreram essas conexões entre usuário e redes das operadoras. "O que nós estamos disponibilizando para o governo é este dado estatístico agregado. Não vamos falar em número de linha nem em nome da pessoa. Em tal dia estavam conectadas tantas linhas em tal antena. Isso é um mapa. Olha por cima do país e enxerga como se dá a concentração de pessoas, deslocamento delas por meio deste mecanismo estatístico", disse Ferrari.
Os dados serão consolidados no fim do dia e repassados a um servidor da empresa estadunidense Microsoft, de onde poderão ser acessados pelo governo. Assim, o "mapa" mostrará a situação sempre do dia anterior. As cinco operadoras possuem uma grande base de dados, somando 214 milhões de chips (embora vários clientes tenham mais de um chip).
"A forma como o governo vai usar esse dado pode ser de diversas maneiras. A gente não vai interferir nisso, pois é uma decisão do governo. Pode ser uma universidade que pode fazer esse uso dos dados, ou empresa terceirizada que lide com inteligência artificial. Para isso governo está botando a governança dele para aplicar de maneira eficiente estes dados", comenta o executivo do Sinditelebrasil. Ele acrescenta que os princípios de proteção previstos na Lei Geral de Proteção de Dados e do Marco Civil da Internet serão respeitados.

Transparência

Na avaliação do conselheiro do Laboratório de Políticas Públicas e Internet da Universidade de Brasília (Lapin) Thiago Moraes, é importante que o governo se certifique que os dados disponibilizados na "nuvem" da Microsoft não sejam usados para outras finalidades. Mesmo não estando em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados, ele defende que seus princípios e diretrizes sejam respeitados.
"O Art. 6º atenta para que o tratamento seja limitado ao mínimo necessário, e se evite o uso excessivo dos dados. Isto significa, entre outras coisas, que uma vez superada a crise, os dados coletados devem ser eliminados. É importante também que tão logo uma política pública seja definida, sua finalidade seja transparecida à população [o princípio da transparência previsto no art. 6º]", destaca o pesquisador.
A Lei Geral de Proteção de Dados instituiu as normas para coleta e tratamento de dados. Aprovada em 2018, ela entraria em vigor em agosto, mas o Senado adiou o início da vigência para o início do ano que vem. Contudo, o Marco Civil da Internet (Lei 12.965 de 2014) também prevê a garantia da privacidade dos dados dos internautas.
Para a coordenadora do Coletivo Intervozes Marina Pita, a falta de uma legislação cria um vácuo preocupante e seria importante ter mais informações sobre como os dados da grande maioria da população serão tratados.
"Princípios como proporcionalidade, necessidade e finalidade, incluindo o descarte após atingida a finalidade, por exemplo, estão sendo observados? Deveria haver mais detalhes inclusive em relação aos procedimentos de anonimização e agregação utilizados porque há vários exemplos de reidentificação de dados anonimizados. Um sistema como esse não pode perdurar e deveria haver formas de auditar e fiscalizar o seu uso", defende. A Agência Brasil entrou em contato com os ministérios da Saúde (MS) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e aguarda retorno.(Correio do POvo)

sábado, 4 de abril de 2020

quinta-feira, 2 de abril de 2020

TRE-RS anuncia orientações relativas a filiação partidária


A presidente do TRE-RS, desembargadora Marilene Bonzanini, encaminhou instruções aos juízes eleitorais do estado, acerca dos procedimentos referentes aos casos de filiação partidária para o pleito de 2020.
A comunicação deu-se por meio do ofício P n. SJ 2/2020, que definiu as instruções a serem adotadas pelos cartórios eleitorais, tendo em vista o trabalho realizado por plantão, motivado pela tentativa de conter a proliferação do coronavírus.
Confira o documento, na íntegra, clicando aqui.

ASCOM/TRE-RS

Cartório Eleitoral - Pré-atendimento eleitoral



Tendo em vista que o atendimento presencial nos cartórios eleitorais está suspenso no período compreendido entre os dias 17/03/2020 e 30/04/2020, face à pandemia do vírus COVID-19, conforme o disposto nas Resoluções TRE-RS 340 e 341/2020, necessário dispor de alternativas para viabilizar o atendimento emergencial com intuito de evitar o perecimento de direitos de alistandos e eleitores, bem como de pretensos candidatos a cargo eletivo nas eleições municipais vindouras, em especial para os fins do art. 9º da Lei 9.504/97.
Nesse cenário, deve ser adotado o seguinte procedimento, preliminar e não presencial, realizado exclusivamente por meio eletrônico:
1) Contato telefônico - (55-996613312) ou por email -(zon132@tre-rs.jus.br) de alistando, eleitor ou pré-candidato, informar qual sua solicitação, bem como informar um número de telefone e um endereço eletrônico para retorno;
2) Após retorno do cartório, preencher o formulário no sistema Título-Net, cujo link de acesso http://www.tse.jus.br/eleitor/titulo-de-eleitor/pre-atendimento-eleitoral-titulo-net/titulo-net
3) Feito o preenchimento pelo requerente, encaminhar a documentação necessária, solicitada pelo cartório, para o e-mail zon132@tre-rs.jus.br ;
4) o cartório eleitoral analisará a documentação recebida, solicitando complementação, se necessário;
5) quando do reinício da atividade de atendimento presencial, o eleitor será chamado a comparecer em cartório para concluir o atendimento (em modo a ser oportunamente divulgado), sendo que o deferimento do título, e/ou transferência está condicionado à conclusão desta etapa;
6) Se necessário, poderá ser fornecida certidão circunstanciada para resguardo de direitos do requerente.
OBS: PRAZOS:
- até 04/4/2020, para o caso de pré-candidatos;
- até 06/5/2020, nos demais casos.
Ao final, esclarecemos que, oportunamente, serão divulgadas providências complementares, de acordo com a evolução do quadro da pandemia e as providências que se fizerem necessárias.

terça-feira, 31 de março de 2020

Governo do RS fecha comércio em todo o Estado até 15 de abril



O governador do Estado, Eduardo Leite, anunciou para esta quarta-feira decreto que restringe ainda mais as atividades no Rio Grande do Sul. Em vídeo ao vivo, ele relatou que a nova publicação do Diário Oficial determinará, à exceção de serviços essenciais, o fechamento do comércio em todo o Estado, sem que municípios possam tomar decisões sobre a questão.
"Alguns municípios ensaiaram relaxamentos de restrições. Não vou discutir se as restrições começaram mais cedo que o necessário. O que importa é que justamente agora, pela análise e ciência, revela-se mais importante a restrição", enfatizou o governador.
Conforme Leite, a análise de dados indica um aumento dos casos de Covid-19 em todo o RS. Além disso, o governador salientou que a estrutura de saúde só estará devidamente reforçada a partir de 15 de abril. Por conta disso, as restrições perdurarão ao menos até lá. "É agora a hora de sermos mais rigorosos, não de afrouxar restrições. Por isso, anúncio que determinei a proibição do comércio em todo o território estadual, em todos os municípios do Rio Grande do Sul", frisou. "Isso ocorrerá até o dia 15 de abril, pois até lá teremos melhores informações e mais dados, a dinâmica das internações de todos os hospitais do Estado", ponderou.
"Ainda teremos algumas semanas para ter a estrutura completa de fortalecimento da rede de atenção hospitalar, com novos leitos", acrescentou o governador. "Podemos chegar a um incremento de 50% de UTIs disponibilizadas no SUS, uma ação coordenada de Estado, Ministério da Saúde e municípios", relatou.
Leite garantiu que serviços e atividades essenciais, assim como indústria e construção civil, continuarão funcionando. "O funcionamento de toda uma cadeia produtiva para garantir alimento, saneamento, energia e cuidados médicos seguirá. Assim como a logística para caminhoneiros trafegarem sendo atendidos, em postos de gasolina e redes de conveniência nas estradas. Vamos garantir que o Estado siga funcionando em condições mínimas." Correio do Povo

Apenadas do Presídio de Cruz Alta confeccionam lençóis para Hospital do Município




Na última semana, cinco apenadas do regime fechado do Presídio Estadual de Cruz Alta confeccionaram 17 jogos de lençol, para o Hospital São Vicente de Paulo de Cruz Alta. Os materiais ficarão na área de internação dos pacientes acometidos pelo Coronavírus (COVID-19).

Para a produção das peças, o hospital recebeu, através de uma doação anônima, 30 metros de tecido e, em seguida, entrou em contato com a casa prisional pedindo ajuda para confecção das roupas de cama.
Após isso, cinco presas, que fizeram o curso de corte e costura no presídio, se disponibilizaram, de forma voluntária, para produzirem as peças em suas celas, no horário alternativo às oficinas prisionais que elas participam. Para tal ação, uma máquina de costura foi colocada em cada alojamento.
O diretor da unidade prisional, Frederico Alves, pontua que ações como esta são de extrema importância para a sociedade, tanto no quesito de auxiliar indiretamente a unidade de saúde no tratamento do vírus, bem como na inserção social das presas.

Decreto autoriza volta gradativa de atendimentos no comércio de Frederico Westphalen


Na tarde desta terça-feira, 31 de março de 2020, o prefeito de Frederico Westphalen, José Alberto Panosso, assinou o Decreto nº 47, que altera o decreto nº 40, e autoriza o atendimento presencial ao público em estabelecimentos comerciais, de serviço, indústria e construção civil a partir desta quarta-feira, 1º de abril. No entanto, diversas medidas para evitar aglomerações e a disseminação do coronavírus no município serão cobradas dos empresários, autônomos, funcionários e comunidade em geral.

Profissionais autônomos, serviços domésticos e prestados por profissionais liberais, também estão autorizados, desde que adotem as medidas para evitar a transmissão do Codi-19 no ambiente de trabalho. Salões de beleza, clínicas estéticas e terapêuticas, consultórios médicos, odontológicos e veterinárias devem receber no espaço uma pessoa por vez e seguir estritamente as normas de higiene e esterilização de equipamentos.

Exigências

Todos os estabelecimentos deverão entregar o Plano de Contingência e o atestado de conclusão do curso de Boas Práticas de Prevenção ao Coronavírus, que está disponível no site da prefeitura (www.fredericowestphalen-rs.com.br), à Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo. As empresas devem, também, adotar sistema de revezamento de funcionários em turnos e jornadas, orientar sobre o distanciamento mínimo de dois metros por pessoa, controlar o acesso às áreas interna e externa, afastar, sem prejuízo de salário, funcionários que integram o grupo de risco – idosos com mais de 60 anos, hipertensos, diabéticos e gestantes –, priorizar trabalho remoto para os setores não há possibilidade, disponibilizar a trabalhadores e clientes álcool em gel 70%, além dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s).

Outras exigências são a divulgação, no estabelecimento (com cartazes, por exemplo), de informações sobre o Covid-19 e as medidas de prevenção, atender idosos com mais de 60 anos em horários ou maneira diferenciada para evitar contato e proximidade com outras pessoas e, para as empresas que oferecem transporte a seus funcionários, pode ser usada apenas 50% da lotação do veículo e os ocupantes devem receber máscaras e álcool em gel 70%.

Evite aglomerações

Cada empresário é responsável e deve se comprometer com o atendimento e em oferecer segurança sanitária a seus funcionários e clientes. O funcionamento dos estabelecimentos deverá ser feito com equipes de trabalho reduzidas e o movimento dentro da empresa não poderá passar de 50% do Alvará de Funcionamento ou do Plano de Prevenção Contra Incêndios (PPCI).

Indústrias e empresas de construção civil também devem adotar sistemas de escala de jornada e nos horários de entrada, saída e alimentação, além de revezamento de turnos, tudo isso para evitar aglomerações.

Ações de limpeza

Uma das medidas que o decreto nº 47 mais exige atenção é em relação às ações de limpeza dos estabelecimentos. É obrigatório higienizar, a cada três horas, durante o horário de funcionamento da empresa, e sempre no início do expediente, pisos e superfícies onde haja contato com as mãos utilizando água sanitária ou álcool em gel 70%.

Bares e restaurantes

As restrições a bares e restaurantes permanecem. O atendimento deverá continuar sendo feito, exclusivamente, através de serviços de tele entrega ou retirada no local, desde que obedecidas medidas de prevenção e proteção à contaminação. O consumo de alimentos e bebidas no local ainda está proibido.

Conforme o prefeito de Frederico Westphalen, a partir desta quarta-feira, 1º de abril, com a liberação dos atendimentos no comércio e outras áreas, serão feitas várias análises e a fiscalização será ampliada para garantir a saúde da comunidade e o cumprimento das exigências do Decreto nº 47.

Permanece suspenso

O Decreto nº 47 mantém suspensas as aulas na rede municipal de ensino e em escolas e cursos  particulares, atividades em clubes, serviços de academias, jogos e competições esportivas, atividades em campos e arena, feiras livres, parques infantis, casas de festas, eventos, atividades realizadas em igrejas, sociedades, centros e templos, festas de qualquer natureza, atividades ao ar livre, visitação à parques e ginásios, cursos presenciais, atividades em casas noturnas, boates, centros culturais, bibliotecas e cinema. Fonte: André Piovesan/Ascom Foto: Jardel da Costa

Comércio retorna atividades em Erval Seco

O Poder Executivo de Erval Seco visando a retomada das atividades do comércio local, elaborou novo decreto Nº 021/2020, onde autoriza a abertura e funcionamento do comércio em geral. Porém devem ser observadas regras de prevenção e conscientização do momento em que vivemos.
Deve ser observado que permanece vigente as regras dos decretos 16 e 18/2020, principalmente com relação a forma que deve ser prestado o atendimento, regras de higiene e de conscientização, com relação a responsabilidade dos estabelecimentos em contribuir para que o mesmo se cumpra.
CONSIDERANDO, a necessidade de conciliar as medidas de prevenção ao Coronavírus com a educação da sociedade para que se mantenha o convívio social necessário a manutenção da economia em nosso país.
O DECRETO PASSA TER VALIDADE DA DATA DE 29 DE MARÇO DE 2020.

É falsa a corrente que fala em “etapa máxima de infecção” pelo novo coronavírus até 3 de abril

É falsa a mensagem compartilhada no WhatsApp e nas redes sociais que recomenda à população o total isolamento até o dia 3 de abril, prazo da “etapa de máxima infecção” do coronavírus. De acordo com especialistas consultados pelo Comprova, o Brasil ainda está no início da curva de crescimento da Covid-19 e não há previsão de pico no número de infecções.
O Ministério da Saúde também disse desconhecer as informações disseminadas na mensagem viral. Falso, para o Comprova, é o conteúdo inventado e divulgado de modo deliberado para espalhar uma mentira.

Como verificamos

O Comprova entrou em contato com o Núcleo de Operações e Inteligência em Saúde (NOIS), formado por especialistas das seguintes instituições: Departamento de Engenharia Industrial e Instituto Tecgraf (PUC-Rio); Barcelona Institute for Global Health (ISGlobal); Divisão de Pneumologia do InCor (Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo); Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro; Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino; e Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).
Também consultamos o Ministério da Saúde, além de recomendações de quarentena em diferentes localidades e reportagens sobre projeções de evolução de casos da Covid-19.

Etapa de máxima infecção?

O texto que circula no WhatsApp e nas redes sociais afirma que entre os dias 23 de março e 3 de abril ocorrerá a “etapa de máxima infecção” do coronavírus e por isso a recomendação é não sair de casa “para nada”, “nem para ir comprar pão”. Isso não é verdade, de acordo com especialistas consultados pelo Comprova.
Núcleo de Operações e Inteligência em Saúde (NOIS), que faz projeções sobre a evolução no número de casos de Covid-19 no País, informou, por e-mail, que não há como prever quando ocorrerá o pico da pandemia no Brasil.
Os estudos do NOIS comparam a disseminação do novo coronavírus no Brasil com a de outros países, a partir do momento em que cada nação registrou 50 casos (chamado de dia zero ou D0).
“O Brasil começou o D0 em 11 de março, ainda está no início da curva de crescimento da doença e não há como prever quando será o pico. Nem mesmo os países europeus chegaram a esse ponto”, comunicou o NOIS.
A mensagem disseminada no WhatsApp afirma ainda que a “etapa de máxima infecção” duraria duas semanas, depois das quais ocorreriam “duas semanas de calmaria” e só então, depois de mais duas semanas, os casos diminuíram.
Segundo o NOIS, essa lógica também não faz sentido. Nos Estados Unidos, 30 dias depois do “D0”, o crescimento no número de infecções pela Covid-19 ainda era grande. Atualmente, o país tem o maior número de casos no mundo, superando a marca de 156 mil nessa segunda-feira.
Na China, a pior fase da epidemia terminou 23 dias após o registro dos 50 casos iniciais. Passados 32 dias do “dia zero”, o número de casos diários caiu para menos de 500, e, depois de 45 dias, a menos de 100.
Na Itália, após 31 dias do “D0”, percebeu-se uma diminuição no número de novos casos, mas de acordo com o NOIS, “ainda não é possível determinar se o número de novos casos irá diminuir”.
O NOIS afirma que a evolução no número de infectados pelo coronavírus no Brasil depende das medidas tomadas para contenção da doença: “Se as medidas de isolamento e contenção propostas pelos Estados forem respeitadas, podemos considerar um crescimento da epidemia melhor do que na França”.
“Se a população seguir o que foi preconizado pelo presidente Bolsonaro, ou seja, reabertura do comércio e escolas, a trajetória da epidemia pode seguir a de países como Espanha, onde as medidas de isolamento foram tardias”, informou o grupo de estudos.
É importante destacar que as projeções sobre coronavírus mudam rapidamente; as respostas do NOIS foram enviadas ao Comprova no sábado, 27.
Nesse mesmo dia, o Grupo de Resposta à Covid-19 do Imperial College de Londres divulgou um estudo que previa 529 mil mortes no Brasil caso fossem adotadas apenas medidas de isolamento de idosos; com distanciamento social intensivo, o número de óbitos varia entre 44 mil e 206 mil, dependendo da data em que a estratégia é iniciada.

Recomendação é ‘não sair de casa nem pra comprar pão’?

O Ministério da Saúde pede que as pessoas evitem ao máximo sair de casa, principalmente as mais velhas. De acordo com a pasta, “reduzir a circulação é extremamente importante para diminuir a transmissão do coronavírus”.
Isso não quer dizer, no entanto, que é proibido sair de casa. A recomendação do Ministério é simplesmente evitar aglomerações. Ou seja, passear com o cachorro, correr sozinho, levar o filho ao parquinho — tudo isso é permitido, desde que se evite juntar pessoas e que se tome as medidas adequadas de higiene.
Ao chegar em casa, é preciso lavar as mãos, tirar os sapatos e deixar a casa bem arejada: medidas básicas de higiene.
Cada Estado brasileiro está adotando medidas próprias de quarentena, como o fechamento de serviços não essenciais. Em São Paulo, por exemplo, a quarentena vai até 7 de abril e tem como objetivo evitar aglomerações de pessoas.

Viralização

Leitores do Comprova solicitaram a checagem do boato por WhatsApp (11 97795-0022). O texto também foi divulgado no Facebook, onde obteve 62 mil compartilhamentos desde o dia 27 de março.(Correio do Povo)