Laudo sobre tirolesa pode ser entregue em 30 dias



O delegado responsável pelo caso que envolve Sandro Marcos da Silva, Ercílio Carletti, já havia adiantado que uma nova perícia seria realizada em Iraí para apurar as causas do acidente na tirolesa de Iraí.

Na sexta-feira, 17, o Departamento Criminalista de Passo Fundo esteve no local em que a tirolesa está instalada, para realizar a perícia complementar de engenharia. Com as novas diligências, a próxima etapa é analisar a documentação técnica dos projetos. Há a previsão de que o laudo seja entregue em 30 dias.

O Sandro morreu no dia 7, em Iraí, enquanto testava a tirolesa e era dono da empresa que construiu o equipamento. Ele estava no município para treinar funcionários que iriam operar a estrutura a partir do dia 11, data da inauguração do empreendimento. Com quase 1.700 metros, a tirolesa de Iraí deve ser uma das mais extensas em perímetros urbanos. (Fonte: Folha do Noroeste)

Comentários