Creluz

Traduzir Página

Vídeo You Tube

domingo, 4 de agosto de 2019

WhatsApp vai mostrar se uma mensagem foi encaminhada muitas vezes



O WhatsApp está se esforçando para não contribuir – mais – com a disseminação de notícias falsas e boatos. Depois de limitar o número de vezes que uma única mensagem pode ser compartilhada e marcá-la como "encaminhada", a plataforma começou, nesta sexta-feira(2), a lançar um novo recurso que indica quando uma mesma mensagem foi encaminhada inúmeras vezes.


Anteriormente, a função, chamada "Frequently Forwarded" (encaminhado com frequência, em tradução literal), estava em fase de testes da versão beta 2.19.80 do WhatsApp. A assessoria da empresa informou ao Olhar Digital que a companhia está estreando a novidade em aplicativos Android e iOS atualizados de usuários no mundo todo de forma gradual.


Isso significa que os apps estão recebendo o recurso aos poucos e, por isso, em muitos ele ainda não está disponível. Como o Brasil é um dos maiores mercados do mensageiro, a ferramenta deve chegar em breve por aqui.


Com o recurso, uma mensagem encaminhada mais de cinco vezes será marcada com a etiqueta "Frequently Forwarded" ao lado de um ícone de seta dupla, em vez de uma seta única, como aparece no conteúdo encaminhado pela plataforma atualmente.


O WhatsApp também vai notificar o usuário quando ele for encaminhar uma mensagem que já foi enviada múltiplas vezes por outra pessoa com o texto "Essa mensagem vai ser marcada como encaminhada muitas vezes".


"Recentemente, introduzimos uma atualização em nossas mensagens encaminhadas que ajuda as pessoas a identificarem quando receberam mensagens que foram encaminhadas várias vezes anteriormente. Essas mensagens altamente encaminhadas serão marcadas com um ícone de seta dupla e os usuários serão avisados [sobre isso] quando encaminharem tais mensagens", disse um porta-voz do WhatsApp ao portal Live Mint.

A nova atualização vale para textos, imagens, vídeos e áudios encaminhados. É uma forma do WhatsApp combater a propagação de notícias falas e desinformação pela plataforma, problema que fez a empresa receber muitas críticas durante as eleições brasileiras de 2018. Fonte: Olhar Digital)


Nenhum comentário:

Postar um comentário