Creluz

Traduzir Página

terça-feira, 30 de julho de 2019

Morte de macaco em Palmitinho alerta para possível doença da Febre Amarela



Há 15 dias, uma notificação da comunidade de linha Sete de Setembro, interior de Palmitinho, deixou especialistas da saúde na região em alerta. A morte de um macaco-prego, nas proximidades de uma residência, fez com que os profissionais encaminhassem o animal para análise com suspeita de febre amarela.

As amostras foram coletadas e destinadas para o Laboratório Central (Lacen) para identificar a causa do óbito. Uma investigação de campo, para ver se não teve outros animais mortos, também foi realizada pela 19ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS).

– Estivemos no interior do município e em Pinheirinho do Vale, onde sabemos que há a presença do animal, no intuito de ver se mais macacos haviam morrido. No entanto, só tivemos esse caso em específico. Também foi realizada a avaliação da imunização de moradores próximos, tendo em vista que nossa região é uma área de risco – disse o médico-veterinário Mauro Dornelles, afirmando que espera retorno dos exames para comprovar ou descartar a doença.

O médico-veterinário ainda explica que a atualização da carteira de vacinação deve ser feita pela população. Conforme o Ministério da Saúde, está prevista para setembro a chegada da febre amarela no Estado, a qual estimou um possível surto da doença.  “Tivemos óbitos por febre amarela em São Paulo, Minas Gerais. Depois, constatamos casos no Paraná e Santa Catarina, sendo que a doença está cada vez mais próxima do Rio Grande do Sul”, conclui. ((Fonte: O Alto Uruguai/Foto: Leonardo Carlini)

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário