Palmeira está em alerta para presença do Aedes aegypti



De acordo com o novo Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) de 2018, divulgado pelo Ministério da Saúde na quarta-feira (12), 84 municípios estão em situação de alerta quanto a focos do mosquito, entre eles Palmeira das Missões. As cidades são classificadas desta forma quando pelo menos 1% dos imóveis vistoriados apresenta focos de larvas do inseto, que é transmissor da dengue, zika e chikungunya. 
Conforme informações da Vigilância em Saúde, para o quarto levantamento do ano foram visitados 676 imóveis no município, previamente sorteados por um programa do Ministério da Saude. Nestes locais foram encontrados 42 focos com larvas, dos quais 14 foram positivos para o mosquito Aedes Aegypti. 
“Tais focos foram encontrados espalhados nos bairros da cidade, portanto não podemos dizer que um determinado bairro está mais infestado que outro, pois todos estão com a presença do Aedes. Os focos são encontrados principalmente em latas, baldes, potes, pneus e também em vasilhas de animais, onde há o costume de somente trocar a água, quando na verdade devem ser lavadas semanalmente”, afirma a coordenadora Regina de Lima Rodrigues. 
Atualmente a Vigilância em Saúde conta com nove Agentes de Endemias que visitam, orientam e vistoriam os imóveis do município. Em 2018 já foram mais de 12 mil visitas. Os profissionais também realizam palestras e teatros junto às escolas e entidades para divulgar o trabalho de prevenção e também buscar uma maior participação da comunidade na eliminação de possíveis focos em suas residências. 
“Com a chegada do verão os riscos de epidemias são reais, assim precisamos da colaboração de todos. A situação de alerta ou risco médio significa que estamos correndo um sério risco de termos a doença em nossa cidade, pois se alguém chegar no município infectado e o mosquito picar essa pessoa, pode transmitir as doenças”, explica Regina. 

TEXTO: Camila Scherer /Tribuna da Produção – FOTO: DIVULGAÇÃO

Comentários