Norte gaúcho da exemplo de mobilização para socorrer feridos de acidente na ERS 135 em Erechim



Minutos após o acidente ocorrido na ERS 135 em Erechim e que envolveu um ônibus com cerca de 50 torcedores do Pelotas, socorristas do Norte gaúcho deram exemplo de mobilização no resgate aos feridos. A agilidade dos socorristas demostrou que a integração para salvar vidas é grande na região.
O acidente ocorreu por volta das 22h40 min, quando os torcedores retornavam da partida contra o Ypiranga em Erechim. Conforme depoimento do motorista, próximo ao trevo do Distrito de Capo-Erê, uma carreta teria cortado a frente do ônibus. A alternativa era jogar o veículo para o lado, momento em que acabou tombando numa ribanceira próximo a rodovia.
A mobilização dos socorristas iniciou minutos após o acidente. Sem saber a gravidade do fato equipes do Samu, Ambulância Cidadã, EGR, Listo Emergências Médicas e Unimed partiram para o resgate. Pelo menos 15 ambulâncias Erechim, Passo Fundo, Carazinho e Tapejara, além da Equipe Força Voluntária do Alto Uruguai e Passo Fundo e guarnições do Corpo de Bombeiros, Brigada Militar e Comando Rodoviário da BM ajudaram no resgate dos feridos.
“Em pouco tempo 32 pessoas foram socorridas com fraturas, lesões e outros ferimentos e encaminhadas para os hospitais Santa Terezinha, Caridade de Erechim e para São Roque de Getúlio Vargas.  Mas outras unidades também estavam de prontidão caso fosse necessário o encaminhamento de mais vítimas. Isso demonstra integração e agilidade num momento de grande necessidade”, declarou o comandante do Corpo de Bombeiros de Erechim, Major Alessandro Bauer.
Vale ressaltar que muitas equipes que saíram para ajudar no resgate as vítimas estavam de folga. Um socorristas de Passo Fundo relatou, em redes sociais, a importância dos Grupos de Emergência do WhasApp num caso de tamanha gravidade e que acabou agilizando a mobilização de quem trabalha dia e noite para salvar vidas.( Atmosfera Online)

Comentários