Creluz

Traduzir Página

Vídeo You Tube

terça-feira, 27 de agosto de 2019

Corsan de FW aciona sistema alternativo de captação de água, localizado no rio Fortaleza, em Seberi


Diante da escassez de chuvas dos últimos 10 dias, a Corsan de Frederico Westphalen foi obrigada a acionar o sistema alternativo de captação de água, localizado no rio Fortaleza, em Seberi, para garantir o abastecimento da população do município e da cidade de Caiçara. A estrutura de captação normal está localizada no rio Pardo, localidade de Vila Faguense, no interior de Frederico Westphalen, distante 4 quilômetros da estação de Tratamento (ETA), no bairro Itapagé.

Segundo o gerente da Corsan, Daniel Uliana, a escassez de chuva reduziu drasticamente o nível de água no rio Pardo. “Diante dessa realidade desde o final de semana acionamos o Sistema Fortaleza, com o recalque diário de 120 milímetros de água por segundo”, disse. Uliana detalha que o Fortaleza foi construída na década de 80, uma estrutura de captação e recalque, uma alternativa para abastecer a cidade de Frederico Westphalen em períodos de estiagem.

Do rio Fortaleza parte uma tubulação de 600 milímetros, reduzida para 300 milímetros no meio do trajeto de 10 quilômetros, até o distrito de Osvaldo Cruz, em Frederico Westphalen. Da localidade de Osvaldo Cruz a água segue pelo rio Pardo e percorre uma distância de 3 quilômetros, até o sistema de captação na Vila Faguense. Deste local a água é recalcada até a estação de Tratamento no bairro Itapagé e distribuída para a população de Frederico Westphalen e a cidade próxima de Caiçara , distante 10 quilômetros.

O gerente da Corsan informou que o rio Pardo ainda possibilita a captação de mais 110 litros por segundo. “Com mais a água trazida do Fortaleza mantemos o abastecimento normal”, afirma. Neste mês choveu cerca de 40 milímetros em Frederico Westphalen, conforme medições da Estação Automática do Inmet, instalada no campus da UFSM-FW. (Agostinho Piovesan/Folha do Noroeste)

Nenhum comentário:

Postar um comentário