Creluz

Traduzir Página

domingo, 9 de junho de 2019

Confirmado primeiro caso de H1N1 de Frederico Westphalen



Foi confirmado na sexta-feira, 7, o primeiro caso de H1N1 (Gripe A) de Frederico Westphalen em 2019. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, o paciente é morador do município e está fazendo o tratamento em Ijuí/RS. O H1N1 é causado pela mutação do vírus da gripe. A doença é um subtipo da Influenza A, e os sintomas são bem parecidos com os da gripe comum.

Com o objetivo de imunizar a população, o município realizou a Campanha contra a Gripe vacinando o público-alvo, que inclui, conforme a orientação do Ministério da Saúde, crianças de 6 meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias); grávidas em qualquer período da gestação; idosos com 60 anos ou mais; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores de saúde dos serviços públicos e privados; professores de escolas públicas e privadas; portadores de doenças crônicas não transmissíveis, entre outros.

No período de 10 de abril a 31 de maio, apenas o público-alvo recebeu a imunização, e logo após, com a prorrogação da campanha, a vacina foi liberada à população, sendo que até sexta-feira, 7 de junho, cerca de 9.600 doses da vacina contra a gripe foram disponibilizadas nos postos de Saúde. Na cobertura vacinal, 103,49% dos idosos foram vacinados, 89,23% das crianças, 97,32% das gestantes, 73,47% das puérperas, 109,51% dos professores, 105,67% dos trabalhadores em saúde e 86,48% dos portadores de doenças crônicas. 

Com isso, Frederico Westphalen obteve uma cobertura vacinal de 100,35% do público-alvo, ultrapassando a meta de 90%. De acordo com a Secretaria da Saúde, com a grande procura, o município não tem doses disponíveis da vacina, e, caso a 19ª Coordenadoria Regional da Saúde disponibilize mais doses, a população será informada.

No entanto, com a confirmação do primeiro caso de H1N1 no município, a Administração Municipal alerta que os sinais da gripe A são muito parecidos com os da gripe comum, apresentando mais alterações gastrointestinais. Os sintomas mais comuns são: febre, tosse, dor de garganta, mal-estar, cefaleia, vômito e diarreia.

Ao sentir estes sintomas, a pessoa deve imediatamente procurar uma das Unidades Básicas de Saúde de FW, para que o tratamento adequado possa ser feito. A gripe H1N1 tem cura, e o diagnóstico precoce é fundamental.

Transmissão
A transmissão ocorre da mesma forma que a gripe comum, ou seja, por meio de secreções respiratórias, como gotículas de saliva, tosse ou espirro, principalmente. Após ser infectada pelo vírus, a pessoa pode demorar de um a quatro dias para começar a apresentar os sintomas da doença. Da mesma forma, pode demorar de um a sete dias para ser capaz de transmiti-lo a outras pessoas.

Como evitar a gripe H1N1?
A prevenção da gripe H1N1 segue as mesmas diretrizes da prevenção de qualquer tipo de gripe, só que o cuidado deve ser redobrado: evite manter contato muito próximo com uma pessoa que esteja infectada; mantenha hábitos saudáveis, beba bastante água e coma alimentos como, verduras e frutas; não compartilhe utensílios de uso pessoal, como toalhas, copos, talheres e travesseiros e evite frequentar locais fechados ou com muitas pessoas. (Fonte: Ascom)

Nenhum comentário:

Postar um comentário