Creluz

Traduzir Página

Vídeo You Tube

sexta-feira, 1 de março de 2019

Polícia segue buscas por assaltantes de bancos em Ametista do Sul



Utilizando viaturas e um helicóptero, as forças policiais retomaram na manhã desta sexta-feira a perseguição aos assaltantes das agências do Banrisul e Sicredi, em Ametista do Sul. Os seis assaltantes, usando toucas ninja, espingardas calibre 12 e revólveres quebraram os vidros na entrada das agências na quinta-feira e teriam levado R$ 400 mil.
O major Alexandre Moreira Pereira, comandante do 37º Batalhão de Polícia Militar de Frederico Westphalen, afirmou que os policiais cercam a área da Reserva Indígena de Nonoai (municípios de Planalto e Nonoai), onde os homens poderiam estar escondidos. No interior da mata, foi localizada a caminhonete Chevrolet S-10 utilizada pelo bando, na fuga. “Além do efetivo da Brigada Militar das regiões de Frederico Westphalen, Palmeira das Missões e Erechim, contamos com o apoio das polícias Rodoviária Federal e Estadual, bem como do Batalhão de Operações Especiais (BOE) de Porto Alegre, numa ação planejada e forte visando localizar os criminosos”, explicou.
O comandante solicitou apoio da população no sentido de dar informações de pessoas e veículos suspeitos, utilizando os fones 190 e (55) 3744-3744, do 37º Batalhão. “Estamos com barreiras e vários locais que poderiam ser utilizados como pontos de fuga”, afirmou. A Polícia já está analisando as imagens das câmeras de videomonitoramento das agências e locais próximos, as quais são importantes no trabalho de investigação. Também já foi realizada perícia na caminhonete utilizada pelo grupo. O veículo tinha placa clonada, de Canoas.
O major avalia que possivelmente de que os autores dos assaltos tenham vindo de outras regiões, talvez da Grande Porto Alegre, mas não descarta a possibilidade de ter apoio de pessoas desta parte do Estado. “A Brigada Militar trabalha para proteger a comunidade e temos preocupação de que possam ocorrer novas ações dos criminosos neste período de Carnaval”, observa.
 
O assalto
As agências do Sicredi e Banrisul da cidade foram assaltadas no início da tarde dessa quinta-feira. O grupo fez três pessoas reféns e fugiu em uma caminhonete Chevrolet S-10. Os reféns, dois vigilantes do Banrisul e um funcionário do Sicredi, foram liberados depois que os criminosos deixaram a cidade, sem ferimentos. A caminhonete foi encontrada, abandonada, na Linha Santa Lúcia, interior de Planalto.
A exemplo de outros assaltos que ocorrem em agências bancárias da região e Estado, um cordão humano – desta vez com 17 pessoas - foi organizado em frente aos bancos que ficam no centro da cidade. (Fonte: Correio do Povo/Foto Josias Marques) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário