Professora é agredida a socos em escola no Rio Grande do Sul


Mais um caso de agressão em escolas gaúchas foi registrado na noite desta quarta-feira. O caso envolveu uma professora e a irmã de um aluno da Escola Municipal Grande Oriente do Rio Grande do Sul, localizada na rua Wolfram Metzler, bairro Rubem Berta, em Porto Alegre. A servidora, de 59 anos, teria sido agredida na entrada da entidade após chamar os alunos da noite para a sala de aula.
Contrariada, a irmã do garoto partiu para cima da vítima e desferiu um soco na boca. Uma colega explicou que estava na sala de professores quando foi chamada por alunos para socorrer a vítima. "Ela reiterou que o horário da entrada era 19h05min, mas a irmã do jovem disse que ele entraria a hora que quisesse. Quando explicou que o funcionamento da escola não era esse, foi agredida", detalhou. "Ela sofreu um soco na boca e teve vários dentes quebrados", afirmou a educadora.
Preocupados com as agressões à categoria, professores da escola - que é da modalidade Educação Jovens e Adultos (EJA) e inclui níveis da Educação Básica, Ensino Fundamental e Médio - prometem paralisar as atividades a partir das 7h30min desta quinta-feira. Eles vão protestar pela falta de segurança no local. "A professora já foi registrar ocorrência e ter atendimento. A escola irá paralisar e os professores farão um ato na instituição e pela comunidade", relatou.
Mais agressões
Na semana passada, outra educadora foi alvo de violência, na Lomba do Pinheiro. Mais de mil alunos da Escola Municipal Afonso Guerreiro Lima ficaram sem aula, com a suspensão das atividades. A irmã de um estudante desferiu socos e chutes contra a servidora, que precisou de atendimento hospitalar. (Fonte:Correio do Povo)

Comentários