Creluz

Traduzir Página

terça-feira, 10 de abril de 2018

Estado faz novo depósito nesta terça e quita salários de até R$ 4,5 mil

O governo do Estado realizará, ainda nesta terça-feira-feira (10), o pagamento integral dos salários para os servidores com rendimento líquido entre R$ 2.500 e R$ 4.500. Desta maneira, um total de 268.309 matrículas estará com a folha de março quitada desde a virada do mês, o que representa 79% do funcionalismo do Poder Executivo. Para atender ao grupo que está nesta faixa salarial (77.444 vínculos), a Secretaria da Fazenda precisou reunir em caixa R$ 286,3 milhões, recursos com origem na arrecadação do ICMS de setores como combustível, energia elétrica e telecomunicações.

O depósito ingressará na conta bancária entre o final da tarde e início da noite desta terça-feira. É o segundo crédito que a Fazenda realiza ao longo do dia: ainda na parte da manhã houve o pagamento aos servidores com rendimento líquido entre R$ 1.850 e R$ 2.500. Segue a previsão de quitação integral dos salários aos demais servidores até o dia 17 deste mês, sempre de acordo com o comportamento da arrecadação.

A parte líquida da folha do mês de março fechou em R$ 1,185 bilhão, sem considerar os valores das consignações. Neste período, a receita líquida ficou em R$ 2,384 bilhões, ao passo que as despesas passaram dos R$ 3,725 bilhões. Ao todo, o Poder Executivo contempla 342 mil vínculos entre ativos, inativos e pensionistas.

Folha salarial de março do Executivo

Dia 29/03 - Até R$ 1.200 líquidos (62 mil matrículas) - R$ 60,7 milhões

Dia 29/03 - 3ª parcela do 13º salário de 2017 - R$ 118,3 milhões

Dia 29/03 - Indenização pelo atraso / folha de fevereiro - R$ 1,1 milhão

Dia 04/04 - Até R$ 1.400 líquidos (90 mil matrículas no acumulado) - R$ 39,8 milhões

Dia 09/04 - Até R$ 1.850 líquidos (142 mil matrículas no acumulado) - R$ 91,5 milhões

Dia 10/04 - Até R$ 2.500 líquidos (190 mil matrículas no acumulado) - R$ 110,4 milhões

Dia 10/4 - Até R$ 4.500 (268 mil matrículas no acumulado) - R$ 286,3 milhões
Texto: Pepo Kerschner/Sefaz
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

Nenhum comentário:

Postar um comentário